Engenheiro no inferno

O engenheiro desceu aos portões do inferno e foi admitido. Mal havia
chegado, já estava insatisfeito com o baixo nível de conforto do
inferno. Logo começou a fazer projetos e várias obras de benfeitorias
tomaram início.

Verificou que o grande calor gerado com o fogo do inferno poderia
converter em energia. Verificou também que os precipícios que lá
existiam poderiam proporcionar vistas panorâmicas.

Pouco tempo depois já havia no inferno setores aclimatizados com ar
condicionado, escadas rolantes, elevadores panorâmicos, piscinas com
água aquecida…

Com a climatização foi possível criar vários paisagismos diferenciados.
O engenheiro era um cara muito popular por lá.
Um dia, Deus chamou o diabo ao telefone e perguntou, ironicamente:
– E então, como estão as coisas aí embaixo?

E o diabo respondeu:
– Uma maravilha! Agora temos ar condicionado, banheiros reformados,
escadas rolantes, elevador panorâmico, isso sem falar no que o nosso
engenheiro está planejando para breve!
Do outro lado da linha, surpreso, Deus exclamou:
– O que!?! Vocês têm um engenheiro aí? Isso foi um engano!
Engenheiros nunca vão para o inferno. Mande-o subir aqui, imediatamente!
O diabo respondeu:
– Sem possibilidade! Eu gostei de ter um engenheiro e continuarei
mantendo-o aqui.
Deus, já mais irritado, fala em tom de ameaça:
– Mande-o para cá, agora, ou tomarei as medidas legais necessárias.
Eis que o diabo soltou uma gargalhada:
– Ha,ha,ha,ha! Onde é que você vai arrumar um advogado? Vc sabe
melhor que eu que estão todos aqui.

Enviado por Cristiano Brudna.

Leia também
Termodinâmica do inferno

3 Comments

  1. Elena de carvalho Gomes junho 21, 2008
  2. Danielle Espírito Santo junho 22, 2008
  3. fabricio de souza junho 23, 2008

Escreva um comentario