Patinhos de borracha pela ciência


Quando uma sofisticada sonda de coleta de dados falhou em obter informações sobre o desgelo em geleiras, um pesquisador da NASA decidiu optar por uma solução mais mais simples… pequenos patinhos de borracha.

O perito em robótica, Alberto Behar, do Jet Propulsion Laboratory da NASA quer entender melhor como é o fluxo de água no glaciar Jakobshavn na Groelândia.

O trabalho faz parte de estudos em curso pela NASA e outras agências, que visam compreender as mudanças nos níveis dos mares da Terra, o que pode estar vinculado ao aquecimento global.

Ele etiquetou e espalhou 90 patos de borracha com um endereço de e-mail e as palavras “ciência experimental” e “premiar” escrita em Inglês, dinamarquês e língua dos nativos Inuit.

A idéia era de que algo pescador irá encontrar algum dos patos e então notificará Behar sobre onde foram encontrados.

Ele continua à espera do primeiro contato.

Não é a primeira vez que os patinhos de borracha são usados pela ciência. Em outra oportunidade o movimento de inúmeros patinhos de borracha foi acompanhado por cientistas pelo mundo após um acidente de um cargueiro que liberou os patinhos no oceano.

Via Discovery News

Escreva um comentario