Cara de joelho


Pesquisa publicada na revista ´Infant behavior & development´ mostrou que não necessariamente um bebê feio resultará em um adulto pouco atraente, e vice-versa.

Os pesquisadores pediram para que voluntários avaliassem a beleza de pessoas em fotos quando tinham menos de 24 meses de vida e depois com idades entre 16 e 18 anos. E com isto foi possível perceber que mesmo bebês que recebiam notas baixas em relação à beleza não necessariamente continuavam feios pelos critérios dos avaliadores.

É um alívio para quem nasceu com cara de joelho. Ainda tem chance de melhorar!

You must have been a beautiful baby: ratings of infant facial attractiveness fail to predict ratings of adult attractiveness.
Infant Behav Dev. 2011 Dec;34(4):610-6. Epub 2011 Jul 27.

Tags:

Escreva um comentario