Agradecendo com bom humor

agradeço google e wikipedia pela graça alcançada
Artigos científicos tem um compasso todo tradicional e rígido. Seguindo o formato clássico da escrita na sequência de: resumo, introdução, materiais e métodos, resultados e discussão…

E é muito raro ver em um artigo um pouco de humor ou liberdade literária. Os revisores das revistas científicas costumam não achar muita graça em brincadeiras. Mas no artigo ainda resta um lugar que pode receber um pouco de humor, sarcasmo ou crítica – na área dos Agradecimentos!

Um pouco de ironia com a administração Bush:
“B.J.H. Também gostaria de agradecer ao Serviço de Imigração dos EUA sob a administração Bush, cujo sistema de verificação de segurança a obrigou passar dois meses (na sequência de uma conferência internacional) em um país estrangeiro, livre de obrigações de rotina, foi durante esse tempo que a hipótese apresentada aqui foi inicialmente conjecturada. “

Da prática para a teoria:
“Agradeço à National Science Foundation por reiteradamente rejeitar meus (honestos) pedidos de subsídios para o trabalho em organismos reais (cf. Szent-Gyorgyi, 1972), obrigando-me, assim, o trabalho teórico.”

Pela carreira:
“A ordem dos autores foi determinada pela proximidade com o processo seletivo.”

Em mais de um artigo já apareceram menções à Jon Frum, uma entidade associada ao estranho culto à carga.
“Agradecemos Jim Coloso e Laura Smith que coletaram grande parte dos dados aqui apresentados e Jim Hodgson, Jon Frum pela inspiração em escrever este artigo.”

Agradecendo ao Slayer!
“Agradecemos O. Akin e M. Quinlan pela assistência com ensaios de motilidade do grânulo, Q. Justman e A. Murray pelas gratas discussões e S. Layer pelo continuado aconselhamento e inspiração.”

Graças ao clima:
“Agradecemos ao Snowpocalypse 2010 [forte nevasca] por tornar possível a tão esperada conslusão deste artigo.”

Não agradecendo:
“Nós não gratamente agradecemos ao T. Appourchaux por seus comentários medianos e inúteis.”

Se você já encontrou algum agradecimento estranho em algum artigo científico, favor enviar sua contribuição pelos comentários neste blog! 😉

Tags:

Escreva um comentario